CASACOR/SC – Um toque de cor sempre cai bem

MergulhoSENSORIAL_(Crédito Mariana Boro).jpg

(Mergulho Sensorial por BCH Arquitetos / Crédito Mariana Boro)

Costumam dizer que “cor é vida”. Na decoração, além do efeito estético, parece que elas também revelam esta máxima, possibilitando diferentes sensações e até reforçando a essência e os significados dos espaços.

Na CASACOR/SANTA CATARINA 2023, em Florianópolis, alguns exemplos que apostaram no uso da cor e as colocaram em evidência na ambientação do projeto.

Sinais do tempo por Taiza Santos

Revisite Arq. & Int.Por Taiza Santos – Sinais do Tempo.  CASACOR SC – Florianópolis 2023. Foto Lio Simas (1).jpg

(Sinais do Tempo por Taiza Santos / Crédito Lio Simas)

Taiza Santos, que faz sua estreia na CASACOR/SANTA CATARINA , buscou nas marcas do tempo e nas reflexões dos acontecimentos da vida, o norte para desenvolver o projeto do espaço “Sinais do Tempo”, um receptivo instagramável na exposição catarinense.

Direcionada pelo tema da mostra “Corpo & Morada”, a arquiteta, basicamente, criou uma instalação artística, destacada por uma única cor, a Moeda de Cobre do catálogo da Coral, um tom alaranjado.

“Escolhi este tom pois remete à cor da terra, que traz o significado da origem de tudo. Usada como base, ela unifica os quatro atos reflexivos sobre o corpo e a morada”, explica Taiza.

Banheiro Vó Manuela por  Giovanna Ghisleni

Giovanna Ghisleni  - Banheiro Vó Manoela. CASACOR SC – Florianópolis 2023.  Foto Lio Simas (1).jpg

(Banheiro da Vó Manoela – Giovanna Ghisleni – Crédito Lio Simas)

A paixão da avó materna pela natureza e o contato que ela tinha com as plantas motivaram a arquiteta Giovanna Ghisleni a escolher o verde como cor predominante do projeto do “Banheiro Vó Manuela”, na mostra de decoração.

“A cor expressa um pouco do cotidiano da minha avó, a conexão que ela tinha com a paisagem natural, principalmente nos momentos de colheita”, explica a profissional.

Aliás, as diferentes tonalidades manifestadas na natureza, aparecem como num degradê de dois tons de verde – um mais fechado e outro mais aberto. Aqui, Mata Tropical e Águas Profundas da Coral foram as escolhas para cobrir a parede do espaço íntimo, numa composição com o branco Neve.

Oásis por Patrícia Furukawa e Leandro Sumar

Sumar+ Arquitetura e Patricia Furukawa(Crédito Lio Simas) Arquitetura e Design – Oásis.  CASACOR SC – Florianópolis 2023. Foto Lio Simas (1).jpg

(Oásis por Leandro Sumar e Patrícia Furukawa / Crédito Lio Simas)

Um despertar para o tato, olfato e visão. Ao entrar no “Oásis”, de Patrícia Furukawa e Leandro Sumar, um convite para vivenciar uma experiência sensorial, com toques do Oriente. Os tapetes, pufes, almofadas e outros objetos decorativos saltam aos olhos como obras de arte. As cores vibrantes e os desenhos exóticos, principalmente, da tapeçaria revelam cada detalhe das peças feitas à mão.

Para retratar o oásis oriental em meio ao frenesi urbano, os profissionais investiram numa paleta de tons terrosos. Destaque para a cor predominante das paredes, um amarelo queimado, a “Doce mel” – com efeito velvet da Coral, que lembra o resultado do cimento queimado – que misturada ao jogo de luzes e sombras, arremata a proposta de retratar a cultura oriental.

Mergulho Sensorial por Betina Chede e Talita Coral

MergulhoSensorial(Crédito Mariana Boro).jpg

(Mergulho Sensorial por BCH Arquitetos / Crédito Mariana Boro)

Os oceanos, em sua plenitude e, literalmente, profundidade, foram ponto de partida para a concepção da praça Mergulho Sensorial, projeto que tem à frente as arquitetas Betina Chede e Talita Coral. Para elas, a criação do universo começou pelos mares. Vieram das águas os primeiros seres que habitam o planeta.

A partir daí deram forma à praça, um ambiente lúdico e criativo. Para demarcar o espaço, as profissionais optaram por colorir as paredes do entorno de azul, o Mistério do Oceano da Coral.

“Este tom casou muito bem com a nossa ideia. Ele fortalece e simboliza o protagonismo do oceano no projeto”, pontuam.

E não só isso. A cor ressalta, dá notoriedade para as peças que decoram a praça, a exemplo das cortinas de macramê, que funcionam como moldura para o que as arquitetas chamam de jardim lúdico com todos os seus encantos.

“Neste ambiente, o azul remete à imersão no oceano. Tudo é pontuado com muito verde, iluminação natural e materiais sustentáveis. Buscamos unir arte e arquitetura”, explicam.

 CASACOR/SANTA CATARINA

 de 17 de setembro a 29 de outubro

Horários: de terça a sábado, incluindo os feriados, das 13h às 21h. Nos domingos das

13h às 19h.

 Hotel Maria do Mar, no bairro João Paulo, em Florianópolis-SC

Portal: https://casacor.abril.com.br/

Creditos – Lio Simas

Compartilhe:

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Anúncio

Colunistas